domingo, 14 de novembro de 2010

Um simples desafio da nossa presidenta....

  Conselho aos  meus 2 fiéis seguidores:Tenho postado muito, mais muito mais mesmo, pelo Twitter, sigam-me la, @goulartenator ************************************************************************************
Vim  aqui hoje, após assistir à palestra de um professor da Universidade Federal de Santa Catarina, sobre gestão nas IFES...
  A tese de doutorado dele foi sobre isso....
  Os dados são preocupantes, e mais preocupante ainda para mim, servidor da quarta maior IFES do país, pois posso vir a viver, o que este professor chamou de ''Colapso das IFES..."
  Ele provou, com dados estatísticos que, se a nossa Excelentíssima primeira PRESIDENTA não fizer nada pelas Instituições Federais de Ensino Superior do país, as mesmas podem acabar, no meio do próximo governo.
  Os tristes 8 anos do governo FHC, fizeram as IFES ficarem sem contratações por todo esse período, tanto de Técnicos quanto de docentes, 8 longos anos sem nenhum concurso para TAE, e míseros concursos para docentes.O caso é que muitos dos docentes e TAE'S que praticamente fizeram as IFES nos anos pós Reforma Universitária irão se aposentar, e, não há demanda de concursos suficientes para substituí-los.
  Outro fator triste é que nos últimos anos do governo Fernando Henrique, e primeiros anos do governo Lula, surgiu no país o fenômeno "Concurseiro" o novo funcionário público brasileiro, e, para esses concurseiros, que nada mais são do que indivíduos que estudam praticamente a vida inteira ou até alcançar o emprego ideal, para concursos públicos, o salário de TAE ou mesmo de docente é ridículo...
  Isso porque no governo tucano, os salários das IFES, apesar de elas estarem integradas ao Poder Executivo, não acompanharam os aumentos de 26,4 e 3,7% que o FH deu ao Executivo em seu governo. Aliás, nem a Educação e nem a Saúde receberam esses aumentos por, segundo o ministro do Planejamento à época: ''Onerarem excessivamente os cofres públicos''
  A pergunta que fica é: Ministra, o que tu vais fazer guria? Espero que algo urgente.... Nem que seja uma nova Reforma Universitária como a UnB propõe...
  Mas, minha mente, talvez pelo pessimismo natural da mesma, insiste em não acreditar nisso...

Um comentário:

Andarilho disse...

O pessimismo em não se acreditar na mudança, em "aceitar" que as coisas não mudam acarretará exatamente isso.

Mesmo que você ajude o processo de mudança, de nada ele adiantará se você não acreditar nele.